Dezembro-2017

Você sabe o que a tupia é capaz de fazer?

Hoje iremos falar da tupia uma máquina muito simples e versátil que possibilita fazer inúmeros detalhes e acabamentos diferentes em madeira.

Tipos

Dentre as tupias manuais, existem 2 tipos: a tupia laminadora própria para refilar laminados de acabamento quando aplicados, dando acabamento nas bordas da peça revestida e a tupia de coluna que pode ser usada em sua posição normal ou invertida, transformando-a em uma tupia de bancada. Em ambos os modelos são utilizadas as fresas, que são as ferramentas de corte. Conheça mais neste post.

Com a tupia é possível criar uma identidade para a madeira, deixando-a mais elegante e única. E para desenvolver acabamento em móveis, como ranhuras, molduras, entalhes, chanfros, encaixes ou detalhes arredondados.

No mercado encontramos algumas variações de tupia, portanto na hora da compra é importante procurar a que mais se adequada às suas necessidades.

Tupia Coluna: Feita para ser operada com as duas mãos essa tupia oferece uma regulagem precisa e maior segurança na operação.

Tupia Laminadora: Sua principal função é refilar laminados.

Acessórios

Fresas: Responsável por dar o formato ao corte, cada fresa possui uma finalidade podendo se adequar com sua necessidade de acabamento.

Guia paralela: Utilizado para realização de canais paralelos na peça.

Guia Gabarito: Utilizada para copiar modelos de canais.

Dicas

  • Por se tratar de um equipamento pesado e de precisão, recomenda-se sempre segurá-las com as duas mãos.
  • Para evitar a perda de controle da máquina o ideal é utilizar a fresa no sentido contrário que a máquina está sendo conduzida.
  • Busque sempre utilizar o equipamento de proteção.

Procedimento

Leia aqui as informações importantes a ter em consideração ao trabalhar com a tupia:

1- Selecione uma fresa adequada à tarefa em questão. Ajuste as rotações da tupia ao tamanho da fresa e ao material da peça.

2- Se cortar uma peça primeiro com a serra vertical e depois quiser fazer os acabamentos com a tupia, lembre-se de deixar «margem de manobra» para a utilização da tupia.

3- Para processar quinas vivas com a tupia, utilize sempre uma guia paralela como guia de apoio.

4- A tupia permite processar até mesmo superfícies arredondadas, como por exemplo a borda de um tampo da mesa redondo. Para o fazer, recorra a um compasso de fresar.

5- Fixe a peça na sua superfície de trabalho com grampos ou prenda-a na bancada de carpinteiro. Se necessário, utilize sobras de madeira como apoios para proteger a peça contra marcas de pressão.

6- Regule a profundidade de fresagem desejada para a sua tupia. Deverá fazer várias passagens para fresar as ranhuras ou os entalhes mais profundos. Tal permite poupar a fresa.

10 Tipos de fresas para Tupia

É difícil escolher apenas 10 fresas para utilizar em tupias, já que existem uma infinidade de modelos, porém separamos as mais utilizadas para vocês. As fresas não estão em ordem, mas separamos em dois grupos. No primeiro grupo estão as fresas que usamos todo o tempo. Essas fresas devem ter um lugar especial em toda marcenaria. As fresas do segundo grupo são as fresas que usamos em menor frequência, mas você pode comprá-las somente quando necessário.

Grupo 1

1 – Fresa Reta – As fresas retas são as principais fresas que você deve ter no seu kit. Elas podem ser usadas para fazer ranhuras, frestas, encaixes, etc. Fresas retas possuem diferentes tamanhos (diâmetros). As fresas de ¼” e ½” são as mais usadas. Se você precisar fazer um sulco maior do que ½” faça em dois tempos. Isso permite a você fazer o sulco mais adequado a espessura da outra peça que irá encaixar nesse sulco.

  

2 – Fresa Reta com Rolamento – A diferença entre a fresa reta e a fresa reta com rolamento já diz no nome. Ela possui um rolamento na ponta. O rolamento ajuda a deslizar na borda da peça de madeira enquanto a fresa apara a segunda peça nivelando com a primeira. A fresa reta com rolamento pode ser usada para atividades como aparar laminados plásticos ou madeiras com acabamento de compensado. Também pode ser usada sempre que usar várias camadas de peças de madeira. Corte a primeira camada no tamanho exato. Então corte a segunda camada um pouco a mais depois apare e nivele após colar as duas camadas.

  

3 – Fresa para quebrar canto – Esse tipo de fresa são muito boas para criar um perfil leve e arredondado na borda da peça de madeira. Ela possui um rolamento na ponta e você pode utilizá-la em uma tupia manual. Mas usando em uma tupia de bancada e utilizando aquela base tipo um barreira como uma superfície deslizante você pode tornear ambos os lados da peça para criar um perfil redondo, podendo ainda arredondar as pontas da peça para dar um acabamento melhor. Esse tipo de fresa também esta disponível numa variada gama de tamanhos. As medidas de ¼” e ⅜” são os usados com mais frequência. A medida que for necessário você pode ir complementando com ⅛”, ½” e ¾” também.

  

4 – Fresa para Chanfro – Outra fresa que é bastante conveniente para desbastar um pouco as bordas de uma peça de madeira é a fresa de chanfro. Você pode variar o tamanho do chanfro simplesmente diminuindo ou aumentando o contato da fresa isso com uma fresa de um único tamanho. Embora existam vários tamanhos, o mais usado é o de 45˚.

  

5 – Fresa para Rasgo – Esta é uma fresa que quando você usa a primeira vez não sabe por que ficou tanto tempo sem uma. Embora você possa usar uma fresa reta e uma base de apoio para criar rasgos, esse tipo de fresa torna o trabalho muito mais simples. O rolamento na ponta da fresa ajuda a controlar a largura do rasgo. Alterando o rolamento você pode criar rasgos de diferentes tamanhos.

  

Grupo 2

6 – Fresa Rabo de Andorinha ou Malheteira – A fresa rabo de andorinha é utilizada para fazer encaixes ou cavilhados para montar móveis usando um gabarito, como se fosse um pino fêmea e macho. Mas se você não possuir um gabarito tipo rabo de andorinha, você pode utilizar a fresa rabo de andorinha com uma base ou em uma tupia de bancada para criar esse tipo de encaixe.

  

7 – Fresa Reta Padrão com Rolamento – Essa fresa é um prima próxima da fresa reta com rolamento. A diferença é que o rolamento fica na base ao invés de ficar na ponta da fresa. Ela é usada quando se quer algum padrão de corte ou quando se faz peças iguais. O rolamento desliza sob o perfil da peça enquanto a fresa apara e nivela a peça de madeira.

  

8 – Fresa Meia Cana – Ao invés dessa fresa criar uma quina arredondada como a fresa para quebrar canto, ela criar um perfil côncavo. Esse tipo de fresa é muito utilizado para se fazer molduras ou projetos de móveis. Ela também possui diversas medidas. Então é bom que você tenha pelo menos umas duas medidas.

  

9 – Fresa Romana – Se você quer enfeitar seu projeto a fresa romana ajuda a fazer isso rapidamente. Ela dá estilo e elegância a um projeto simples. Há outras variações desse modelo de broca que seria a Fresa Clássica e Reversa, mas a mais usada é com certeza a Romana. Mesmo assim é bom ter os outros modelos, pois caso você precise usar para um projeto específico ela vai estar à mão.

  

10-   Fresa Cilíndrica para Rasgo – Essa é uma fresa que talvez você não esperasse ver na lista das Top 10, mas ela é muito útil para fazer rasgos para se fazer encaixe de outras peças. Essa fresa está disponível em dois ou três tamanhos para fazer rasgos de diferentes larguras. E como na fresa para rasgo do grupo 1 você pode trocar o rolamento por tamanhos variados para variar a profundidade dos cortes.

  

Fontes: | Casa do marceneiro | Leroy Merlin | Bosh | Kausben

Compartilhe nas redes sociais: